>Liberdade é isso nada mais

>

Hoje senti o vento tocar-me a face.
Primeiro de leve como um carinho;
depois um pouco mais forte como um toque
que ficou ainda mais intenso parecendo um açoite.
O peito ardia de tanto sentimento de liberdade;
ainda que minha face sangrasse não me faria mal algum.
Vejo a liberdade assim.
Como algo que chega e toma a proporção que quiser
e sempre embala,
remetendo a sentimentos de pura legitimidade.
Hoje naqueles momentos senti-me livre.
Senti que nada,nem ninguém
tinham domínio sobre meu ser.
Sobre Ser quem sou,
Ser o que Sou
Ser quem eu quiser Ser
Ser na hora que quiser Ser.
Ser de quem eu decidir pertencer.
Liberdade é assim: toque suave, brisa leve, vento agitado,
acoite que arremete e corta.
Liberdade é assim, só a sente quem é livre.
Eu sou.
Catiaho Alcantara do livro Reflexo d’Alma
Anúncios

8 Respostas para “>Liberdade é isso nada mais

  1. >Que lindo!!!!Parece que foi direcionado pra mim… hj subi a Serra da Piedade aqui em MG junto com meus colegas da faculdade, tradição nossa pra agradecer pela formatura! E senti isso, o vento, a sensação de dever cumprido, liberdade… enfim uma mistura de sentimentos e emoções. Foi como tirar os pesos das costas, sentir mais leve, mais livre!Bjosss

  2. >Visão interessante, algo que toma proporção, forma, não tinha visto a liberdade com esses olhos, até agora.Aquele abraço flor!

  3. >Meu caminho… Chegarei ao meu destino e ai sim saberei o que realmente é liberdade

  4. >Olá!A sensação de liberdade chegou até aqui e me contagiou! Que sensação! Que mistura de sentimentos! Ser livre é capturar um momento como você fez e se fazer dele intensamente com todas as suas sensações sem categorizar os sentimentos como bons ou ruins, apenas senti-los e saborear cada emoção. De certa forma, a liberdades nos rapta e nos faz ser parte do universo numa comunhão inesquecível! E viva a liberdade! E viva quem a encontrou! Bjs!

  5. >Gostei da definição. Acho que só sabe o que é Liberdade quem realmente a sente. Por enquanto, fico na teoria.

  6. >Já tinha lido esse poema, mas sob outra ótica. A de hoje é que me pareceu relatar um passeio de moto, ou de lancha…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s